casaco de tricô.



me achei em seus dias azuis de outono
seus pontilhados me trouxeram ao eixo
e comecei a tecer nossa vida juntos
como aquela senhora no parque fazendo tricô
lembro que as linhas se embaraçavam em suas pernas.
quero minhas pernas entre suas linhas
onde eu não ache por onde começa 
nem por onde termina
aí vou morar em suas cores mais brancas
pra poder descansar os meus vermelhos
e na textura da ponta de seus dedos
ter toda as sensações do mundo
e no mundo ter o privilégio
de me vestir em seus braços.